Ponte Eads: um marco para o Aço

A Ponte Eads, localizada nos Estados Unidos e que liga a cidade de St. Loius, estado do Missouri à East St. Louis, no estado de Illinois, é considerada uma das obras de aço mais importantes da arquitetura de todos os tempos.

Andrew Carnegie Aço

Andrew Carnegie

Construída há mais de um século, a obra, idealizada e financiada por Andrew Carnegie. Mas, foi batizada com o nome de seu construtor, James B. Eads, é uma combinação de estrada comum e estrada de ferro sobre o famoso Rio Mississippi.

James B. Eads

James B. Eads

Sua importância para o segmento do aço é que a Ponte Eads foi a primeira construção feita exclusivamente com o metal ao redor do mundo. O projeto é ainda considerado muito ambicioso, principalmente quando se leva o ano de início de sua construção, 1867, em consideração.

Além de ser uma das estruturas mais longas que se tem registro na época. Uma das ousadias da Ponte Eads é que ela foi construída com altura suficiente para que os barcos a vapor, muito comuns na época, pudessem navegar tranquilamente por debaixo dela.

Estruturas de metais já eram utilizadas nas construções desde o século XII. Mas, a construção da Ponte Eads serviu como marco histórico para a utilização do aço nos projetos criados a partir do ano em que foi erguida.

O colosso de aço

Ponte Eads, um marco para o Aço

Ponte Eads em construção.

A construção da Ponte Eads foi concluída sete anos após o seu início, em 1874. A obra possui 1,964 metros de comprimento e 14 metros de largura. Abaixo, os arcos permitem a passagem de um navio de até 27 metros de altura.

Ponte Eads

Ponte Eads em 1873

À época de sua construção, o arco de aço ondulado era considerado algo bastante desafiador. Especialmente no que se refere ao uso do metal como principal material de composição de estruturas. Além disso, a Ponte Eads foi a primeira a ser erguida usando métodos exclusivos de escoramento e uma das primeiras obras a utilizar plataformas pneumáticas submergidas.

Testes

No dia 14 de junho de 1874, John Robinson atravessou a ponte com um elefante para provar que a estrutura era segura. Esse teste, que ficou conhecido como “teste do elefante”. Foi escolhido porque se acreditava que os elefantes possuem instintos de sobrevivência que os previne de caminhar por estruturas instáveis e que ofereçam risco às suas vidas.

Duas semanas após o teste do elefante, James Eads enviou 14 locomotivas de uma só vez. Assim, elas atravessaram a ponte e voltaram ao seu ponto de origem a fim de garantir a segurança da obra.

Ponte Eads

Após sua inauguração

Um mês depois destes testes, em 14 de julho, a Ponte Eads foi oficialmente inaugurada com um desfile que se estendeu por 24 quilômetros pelas ruas de St. Louis.

O orçamento para a construção da Ponte Eads totalizou 10 milhões de dólares. Desse modo, se atualizado para os dias de hoje, ultrapassa 200 milhões.

Ícone arquitetônico

A Ponte Eads permanece funcionando nos dias atuais. Até 1965 a obra era o símbolo de St. Louis, mas perdeu o posto para o Arco Gateway.

O deque da ponte passou por obras de restauração e o tráfego de automóveis e de pedestres voltou a ser permitido após a conclusão.