Qual a especificação dos aços 1020 e 1045?

A especificação dos aços 1020 e 1045 é classificada de acordo com as Normas ABNT/SAE (Society of Automotive Engineers – EUA). A classificação se baseia na composição química do aço, sendo os dois primeiros algarismos, a classe do aço (1020) e os dois últimos (1045), o teor médio de carbono, que pode variar entre 0,05% e 0,95% de carbono.

Por outro lado, se a porcentagem de carbono chegar a 1,00% ou ultrapassar esse valor, a nomenclatura final terá 3 algarismos (XXX) e não 2.

Assim, entendemos que:

 

No Aço 1020:

  • O número 10 é a classe do aço: ou seja, aço carbono.
  • E o número 20 significa 0,20% percentual médio de carbono.

O mesmo na especificação do aço 1045:

  • O número 10 é a classe do aço carbono.
  • O número 45 representa o percentual médio de carbono, que é 0,45%.

Variação do percentual de carbono

A variação do percentual de carbono na composição química do aço causa mudanças em suas propriedades, o que determina diferenças em seu manuseio.

Por exemplo:

O aço extra macio, do 1006 a 1010, com teor de carbono de 0,05% a 0,15% tem resistência a ruptura de 35 a 45 kg/ mm2, não adquire têmpera, é maleável e fácil de soldar. Assim, é aplicado em peças, como parafusos e chapas.

Já o aço 1020 a 1030, pela sua classificação, é macio, o que o torna resistente à ruptura de 45 a 55kg/mm2, com teor de carbono entre 0,15% e 0,30%, também não adquire têmpera, é maleável e fácil de soldar. Esse aço geralmente é aplicado em peças de mecânica em geral.

O aço 1045, localizado entre a nomenclatura 1040 a 1060, tem propriedade mais dura, portanto, tem resistência a ruptura de 65 a 75 kg/ mm2, com teor de carbono de 0,40% a 0,60%, já permite uma boa têmpera e é muito mais difícil de soldar. Esse tipo de aço geralmente é aplicado em peças de mais dureza, como ferramentas de corte, por exemplo.

Há ainda uma série de classificações que serão determinadas pela composição química do aço, por isso, preste bem atenção na hora de comprar materiais. Se também houver letras na nomenclatura do aço, significa que existirá outros componentes, como Chumbo (L), Manganês (T) e Boro (B).

Acompanhe algumas classificações:

SAE 10XX – aço-carbono simples

SAE 11XX – aço-carbono com S (Enxofre)
SAE 12XX – aço-carbono com S e P (Fósforo)
SAE 13XX – aço com 1,6% a 1,9% de Manganês (aço-Manganês)
SAE 14XX – aço-carbono com 0,10% de Nb (Nióbio)
SAE 15XX – aço-carbono com teor de Mn de 1,0% a 1,65% (aço-Manganês)

Como você pode ver, a especificação dos aços 1020 e 1045 não apenas determina a sua composição química diferente, como também diferencia o seu uso final. E o mesmo vale para todos os outros tipos de aço.